Joseph Jacobs, DPT, ASTRs, ACN

Durante meu último ano da escola de PT e meu segundo ano de casamento, recebi meu segundo diagnóstico de câncer, passei por cirurgia e radiação e quase morri. Eu lutava com fadiga crônica, dores de cabeça e dor. Minha esposa também sofria de fortes dores na mandíbula devido a todo o estresse que ela estava sofrendo como professora. Fui a vários especialistas, fiz cursos de educação continuada na esperança de encontrar uma solução, mas nada funcionou. Uma manhã, minha esposa acordou com o maxilar travado. Ela não conseguia abrir a boca para comer ou beber e estava com uma dor excruciante. Minha esposa me implorou para tentar qualquer coisa que pudesse para ajudá-la. Comecei a experimentar diferentes manobras dentro e fora de sua boca e, em poucos minutos, ela podia abrir a boca sem dor. Fiquei chocado. Eu não sabia o que tinha feito ou como tinha feito, mas sabia que o que tinha feito tinha funcionado. Eu queria saber se eu poderia usar essas mesmas manobras para aliviar a dor em todo o corpo. Essa foi minha motivação quando comecei a pesquisar e eventualmente desenvolver o ASTR.